CIL – Concurso Intermunicipal de Leitura

Num ambiente acolhedor, o auditório da Escola Fernando Caldeira recebeu, no dia 16 de dezembro, trinta e cinco leitores, participantes no Concurso Intermunicipal de Leitura, assim como os seus encarregados de educação e professores que partilham o gosto por este prazer.

Com olhar atento e critérios bem definidos, o júri, composto pela Drª Helena Marques, da BMMA, os professores António Tondela e Irene Fernandes (coordenadores dos Departamentos do 1º Ciclo e de Línguas, respetivamente), a professora Helena Pires (professora bibliotecária da ESAP), a professora Cristina Cruz (presidente da Associação de Pais) e a professora Carmo Cupido (subdiretora do Agrupamento de Escolas de Águeda) apresentou os seguintes resultados:

1º Ciclo  

1 º lugar – Sofia Antunes Martins

2º lugar – Gonçalo Fernandes Sousa

3º lugar – Joana Daniela Rodrigues

2º Ciclo

1º lugar – Mariana Matos Marques

2º lugar – Pedro Gomes Henriques

3º lugar – Susana Pires Botelho

3º Ciclo

1º lugar – João Pedro Rodrigues e Sousa

2º lugar – Adriana Lages Martins

A atividade foi enriquecida com a apresentação de palavras ritmadas, da responsabilidade do 6º A e da professora Fátima Silva e também com a leitura de prosa poética, da autoria de Alice Caetano, pela voz da escritora.

Todos os participantes mostraram que, além do conhecimento, a leitura também nos proporciona momentos de descontração e prazer.

Anúncios

Ação de sensibilização – A leitura e a diferença

Livros, leituras e palavras encheram o ambiente da Biblioteca Escolar nos últimos dias. A realização da Feira do Livro, de 3 a 6 de dezembro,  fez da BE o centro das atenções da Escola Fernando Caldeira, envolvendo a comunidade educativa na descoberta da leitura por prazer e recreação, expandindo os seus horizontes com a leitura de autores consagrados e outros em processo de divulgação.

O constante movimento de leitores na BE, procurando as obras do seu agrado, e o brilho ansioso do seu olhar no momento da descoberta, mostrou que os nossos alunos valorizam os livros e a leitura e deixam-nos, enquanto educadores, o sentimento de que estamos a formar cidadãos críticos e informados.

No âmbito da Feira do Livro, e como comemoração do Dia Internacional das Pessoas com Deficiência, a psicóloga do agrupamento, Drª Rosália Coelho, sensibilizou, para o tema, os encarregados de educação que, gentilmente, se deslocaram à BE, nos dias 3 e 5 de dezembro, participando numa agradável palestra, onde a leitura e a diferença foram tema.

“Poemas de Crescer” de Conceição Vicente

O Agrupamento de Escolas de Águeda teve a honra de receber a escritora Maria da Conceição Vicente e o seu editor João Manuel Ribeiro para a apresentação da sua mais recente criação “Poemas de Crescer”. Um grupo de alunos brindou a autora com declamações, desenhos e dramatizações de alguns dos poemas. O momento foi também assinalado com leituras realizadas por vários professores.

Citando o editor, “Este Poemas de Crescer inaugura a coleção Poesia Juvenil, em que os poemas, escritos para os leitores jovens, cativam igualmente muitos adultos”. A associação entre texto poético e fotografia(s) é outra nota distintiva desta coleção. Nos 35 poemas deste livro, a temática – como se conclui a partir do título – desenvolve-se, de for­ma ousada e, às vezes irreverente, em redor de algumas das questões próprias da adolescência e juventude: o medo, a relação com a família, com os colegas e os amigos, os segredos e os amores, o crescimento, as borbulhas, a verdade e a mentira, os livros e a leitura, as contas da vida, as pergun­tas, as viagens, as travessuras, a liberdade e as escolhas… A vida!

De uma forma livre, não estereotipada nem moralista e muitas vezes na primeira pessoa, estes poe­mas questionam e inquietam, fazem crescer…”

Workshop com o ilustrador Gémeo Luís

No dia 25 de outubro, no âmbito do plano de atividades da Rede Concelhia de Bibliotecas de Águeda, tivemos o prazer de receber, na nossa biblioteca, o ilustrador Gémeo Luís, nome artístico de Luís Mendonça.

Num tom e postura informal, contou aos alunos um pouco de si, da sua vida pessoal e profissional. Para além de namorado, de marido, de pai, de designer, de professor, de ilustrador, de editor… revelou-se também um excelente conversador e contador de histórias! Foi mostrando os seus livros e as suas originais ilustrações,  que valeram alguns prémios no mundo da ilustração. Falou o quanto é importante estarmos apaixonados… apaixonados pelas pessoas e pelo que fazemos.

Depois de uma agradável conversa , foi hora de meter mãos à obra e de revelar  aos alunos do 6º E  como se faziam aquelas famosas silhuetas. Após a demonstração, sob o  tema “bicicletas” , foi o momento dos alunos criarem as suas próprias  ilustrações. Primeiro o desenho, depois o corte com o “bisturi” sobre o desenho sobreposto no plástico preto, a pouco e pouco começavam a surgir as obras dos nossos pequenos ilustradores.

No final deixou-nos a sua marca personalizada, para fazer parte da nossa parede ” Marca de Autor”.

Vejam as fotos e apreciem cada momento desta tarde,  numa aula de educação visual diferente,  fora das quatro paredes da sala de aula!

Na nossa escola, o dia mundial da alimentação é sempre com muita animação!

Na Escola Básica Fernando Caldeira, o Projeto de Educação para a Saúde, o Departamento de Matemática e Ciências Experimentais e a Biblioteca Escolar assinalaram este dia com várias atividades. Uma roda de alimentos ao natural pôde ser apreciada na BE. No mesmo loca,l com ar festivo, uma mesa com uma ementa literária permitia aos utilizadores deleitar-se com alimento para a mente, dando mote à expressão     “ A leitura também alimenta”. Os cartazes anteriormente elaborados pelas turmas puderam, também, ser apreciados numa exposição.

No bar, foram servidas espetadas de fruta enriquecidas com poemas alusivos ao dia, sendo estes da autoria dos alunos.

Biblioteca – arquivo

A prioridade da Biblioteca é o utilizador. Assim sendo, a Biblioteca Escolar divulga todas as actividades em

     http://bibliotecaescolaragueda.wordpress.com/

No Dia Mundial da Criança, os alunos da EB de Águeda (Chãs) vieram à escola sede para conhecer a Biblioteca Escolar.

É um prazer verificarmos que os professores do nosso agrupamento têm a iniciativa de incentivar as crianças para a leitura. Neste âmbito, as bibliotecas escolares têm um papel importante no melhoramento dos índices de literacia e de leitura, assim como na formação dos alunos para que se tornem cidadãos informados e participativos.

 

Visita da escritora Maria da Conceição Vicente

Mais uma vez a escola Fernando Caldeira recebeu a visita da escritora Maria da Conceição Vicente, desta vez destinada aos alunos do 6º ano. O livro “Histórias assim e a sério” serviu de base para a conversa. Atempadamente,  as turmas trabalharam a obra nas aulas de Língua Portuguesa e EVT, tendo surpreendido a autora com teatro, poemas, reconto, ilustrações,…

Houve, ainda, oportunidade para a autora responder às diferentes questões colocadas pelos alunos.

A leitura ganha mais vida quando partilhada com os autores. Os momentos vividos foram intensos e de agrado por parte de todos os intervenientes.

Biblioteca de Recardães: Encontro com a escritora Cristina Maya Caetano

A biblioteca escolar recebeu a escritora Cristina Maya Caetano que apresentou, de uma forma dinâmica e criativa o seu livro infantil “Fadinha Lótus”.

Todos os alunos do Jardim de Infância e do 1º ciclo foram envolvidos, de uma forma entusiástica, no enredo da história, que lhes foi contada, de uma forma mágica, pela autora.

Biblioteca Escolar de Recardães

            O Agrupamento de Escolas de Águeda conta com mais uma biblioteca escolar, na EB de Recardães. A biblioteca de Recardães iniciou as atividades no dia 24 de abril com a apresentação do espaço, organização e regras de utilização aos alunos do 1º Ciclo e Pré-escolar.

Assim, a comunidade educativa de Recardães conta com mais um importante recurso que proporcionará momentos de partilha de experiências, tendo como objetivos incentivar os jovens estudantes para o prazer da leitura, a formação de leitores conscientes e o aumento dos índices de literacia e de leitura.

Semana da leitura no Agrupamento de Escolas de Águeda
de 19 a 23 de março

Com o objetivo de envolver diversos setores da comunidade escolar, lendo e convidando a ler, contando e encantando, participando em concursos e clubes de leitura, dramatizando textos, o Departamento de Línguas e a Biblioteca Escolar dinamizaram diferentes atividades no sentido de assinalar a semana da leitura.

A magia dos contos infantis foi tema de conversa na Biblioteca Escolar, numa ação de sensibilização dinamizada pela psicóloga do agrupamento, Drª Rosália Coelho, que contou com a participação de docentes dos vários níveis de ensino.

Sendo o tema proposto “Cooperação e solidariedade”, dinamizou-se a atividade “Esta cara não me é estranha!” onde desfilaram várias personalidades mundiais que deixaram a sua marca neste âmbito. A BE propôs também algumas sugestões de leitura que foram desenvolvidas com a atividade “Parar para ler”. O grupo coral sénior dos Pioneiros fez o encanto de alunos e professores com a sua atuação.

Como no dia 21 de março se assinala o dia da poesia, com as atividades “Faça lá um poema”, apresentação a cargo do 6º J e 6º F, “Poesia popular” dinamizada pelo poeta aguedense Chula e o concurso “Faz o teu marcador poético” os alunos viveram a poesia de uma forma intensa.

A semana terminou com a presença da escritora Maria da Conceição Vicente, que divulgou o seu livro “Rimar e cantarolar”.

1º Ciclo expõe na Biblioteca Escolar

A Biblioteca Escolar do Agrupamento de Escolas de Águeda está mais colorida e animada com a exposição de fantoches elaborados pelos alunos do 1º CEB da EB1 Fernando Caldeira. Podem ver-se também fatos em serapilheira e chapéus de palha, enfeitados com materiais recicláveis, especialmente para usar no desfile de Carnaval, cujo tema escolhido foi “Espantalhos”. Todos estes trabalhos revelam grande imaginação e criatividade por parte dos seus criadores.

Dramatizar para alertar

Numa perspectiva de articulação curricular, a turma 018 da EB1 Fernando Caldeira, com orientação da professora Catarina Queirós da AEC Expressões Artísticas, fez a apresentação de uma dramatização sobre o ciclo da água, em que os alunos mostraram os seus conhecimentos, assim como os seus dotes no âmbito da representação.

Aliaram-se desta forma os conhecimentos científico pedagógicos, apreendidos durante a exploração deste conteúdo nas aulas de Estudo do Meio, ao trabalho desenvolvido na AEC de Expressões Artísticas sobre a temática referida e à ludicidade do Teatro/ Dramatização de um texto.

A atividade realizou-se na Biblioteca Escolar do Agrupamento de Escolas de Águeda, à qual assistiram as três turmas do 1ºCEB. Esta iniciativa teve, entre outros, o objetivo de consciencializar os alunos para a importância deste recurso natural que nem todos sabem preservar, dando continuidade à espécie humana e à vida no planeta.

 

Leitura, literacias e biblioteca escolar nos programas de Língua Portuguesa do ensino básico

Cumprindo uma das missões da Biblioteca Escolar – Apoio ao Desenvolvimento Curricular – a equipa responsável convidou a Drª Isabel Nina, coordenadora concelhia da Rede de Bibliotecas Escolares, para dinamizar uma ação de sensibilização dirigida aos professores do 1º ciclo e professores de Língua Portuguesa, alusiva ao tema: “Leitura, literacias e biblioteca escolar nos programas de Língua Portuguesa do ensino básico”. A ação decorreu no auditório da Escola Fernando Caldeira, no passado dia 7 de dezembro.

Os participantes tiveram oportunidade de conhecer a importância e o contributo da BE na promoção da leitura e das literacias, tendo por base dois referenciais (o Modelo de Avaliação da Biblioteca Escolar – MABE – e os Programas de Português do Ensino Básico) e reconhecer a proficuidade da colaboração da BE na consecução das orientações programáticas relativas às literacias críticas (literacia da informação, digital e tecnológica), considerando o “vazio” (in)formativo de  alguns manuais escolares.

No passado dia 25 de Novembro comemorou-se o Dia Nacional da Cultura Científica na Biblioteca Escolar.

Com o objetivo de comemorar o nascimento do poeta e cientista Rómulo de Carvalho, realizaram-se diversas atividades, em articulação com o Departamento de Ciências Experimentais e a Biblioteca Escolar.

Neste espaço de cultura, onde participaram alunos dos 1º e 2º ciclos, realizaram-se Workshops no âmbito da Física e da Química, dinamizados pelos alunos do 9ºB.

Assim, o “Concurso de pesca”, “Bons e maus condutores da eletricidade”, “As imagens dadas por vários tipos de espelhos”, “A combustão de uma vela”, “Imita o gráfico”,  entre outros, foram alguns dos Workshops onde os alunos puderam aprender alguns conceitos científicos.

Numa das atividades com o tema “Atrai a palavra e escreve um poema”, os alunos puderam experimentar o efeito da eletricidade estática sobre algumas “palavras”, que prontamente, se transformaram em frases alusivas à ciência: “Um cientista faz uma pesquisa, de seguida a investigação e tem uma boa reação à solução”. (Ana Rita e Rita Castro, 5º B); “O poeta é como um cientista que procura a realização para as suas rimas”. (Vasco Castanheira, 4º ano); “O poeta é como o alquimista, porque transforma as palavras em poesias”.(Mariana Afonso, 4º ano); “Um poeta faz poemas, um alquimista transforma as coisas nos laboratórios”. (Ana, 4º ano)

O gosto pela cultura científica foi visível em todos os participante,s transformando a manhã num  período de muito entusiasmo e dinamismo.

O segundo período não podia ter encerrado de melhor forma. A Biblioteca Escolar, em articulação com as disciplinas de Língua Portuguesa e Educação Visual e Tecnológica ,contou com a presença do  poeta  João Manuel Ribeiro.  Para o receber, a biblioteca foi embelezada com trabalhos realizados  pelos alunos, inspirados em algumas das suas obras: bandas desenhadas, módulo-padrão, rosas, cartazes, espanta-pardais e pegadas no chão.

A sessão começou com a distribuição de rosas a todos os presentes e com a declamação de alguns dos poemas do autor interpretados pelas alunas do Cantinho da Leitura e da Escrita,  graciosamente acompanhados  pelo  som  de violinos e flauta transversal.

Os alunos presentes tiveram oportunidade de questionar o poeta, que de uma forma simples e cativante foi dando respostas às questões postas e animou a sessão com alguns dos seus poemas, recorrendo à música e à expressão gestual.

Ao intervalo o escritor foi brindado com um saboroso lanche carinhosamente  preparado pelos alunos e professores da Educação Especial.

Certamente que o momento vivido foi de grande intensidade para a maioria dos alunos ,tendo despertado neles  o gosto pela poesia e leitura.

A Biblioteca Escolar e o Departamento de Línguas dinamizaram uma semana marcada por várias actividades.

No dia 21 de Março, Dia da Poesia, o aperitivo surgiu dentro de um “Baú da Poesia”. Pela manhã, o poeta Luís Aguiar manteve uma agradável conversa com os alunos do 3º ciclo e falou da necessidade constante que tem em escrever  encantando o público presente. De tarde, num momento único, “Os Pioneiros”, transformaram a poesia em música. O momento mais tocante e emocionante surgiu com a canção de António Variações, “Quero é Viver”.

No dia 22, o poeta, “Chula de Águeda”, pegando no tema da semana,”Floresta, Energia e Leitura”, alertou para a constante necessidade de preservar a Natureza e poupar água, declamando alguns dos seus poemas.

Ao longo da semana, o Cantinho da Leitura e da Escrita dinamizou várias sessões de leitura alusivas à obra”A Árvore Generosa”.

E porque a poesia também se escreve, a todos os alunos da escola foi dado o mote “Lê uma imagem e escreve um poema”, destacando-se a boa participação dos alunos e descobrindo-se pequenos poetas.

Nas aulas de Língua Portuguesa os alunos escreveram poesia, que foi exposta e serviu de embelezamento à Biblioteca Escolar e ao polivalente.

Ainda durante a semana, algumas turmas deslocaram-se à Biblioteca Municipal para assistir à apresentação do livro “Rimar e Cantarolar” da escritora Maria da Conceição Vicente.

24 de Novembro de 2010

No passado dia 29 de Novembro comemorou-se na escola o dia da Cultura Científica homenageando o nosso poeta e cientista António Gedeão (Rómulo de Carvalho). Nos seus poemas há uma simbiose perfeita entre a ciência e a poesia, a vida e o sonho, a lucidez e a esperança.

Em articulação, o Departamento de Matemática e Ciências Experimentais, juntamente com a Biblioteca Escolar, realizaram algumas actividades. Assim, na parte da manhã, os alunos do 3º Ciclo participaram numa sessão de astronomia no planetário móvel trazido pelo Astrónomo Vasco Elói Duarte, que explorou, juntamente com os mesmos, parte dos tópicos constantes nos programas de Ciências Físico-Químicas e Ciências Naturais.

Na parte da tarde, os alunos do 1º Ciclo visitaram o laboratório de Físico-Química a fim de observarem e realizarem algumas experiências simples. Os alunos demonstraram grande entusiasmo e curiosidade científica, participando de forma activa nas diversas actividades experimentais.

Na Biblioteca Escolar, além do Visionamento de um Power Point relativo a António Gedeão,  os acordes da guitarra entoaram a música de  Manuel Freire e  as vozes cantaram as palavras de  ” Pedra Filosofal” de António Gedeão. Foi um momento musical, de poesia e de ciência bem vivido e sentido por todos os participantes em que as palavras ganharam reacção. Alunos e professores foram deixando a sua opinião alusiva à  temática “ A ciência é…”. Eis algumas dessas opiniões:

… o  Mundo. É um  meio para fazer novas descobertas e para desenvolver a tecnologia que hoje temos!

Beatriz Dias Gomes – Nº 4, 6º D

… explorar, fazer experiências, descobrir fenómenos, avaliar,…

Mariana Carvalho Rdrigues –  Nº 18, 6º D

… reinventar as coisas que já estão inventadas.

João Cancela  – Nº 13, 6ºF

… querer conhecer os “porquês”, o “como”, os “quantos” de tudo quanto existe em nós e à nossa volta.

Profª Isilda Costa

               

Considerando a leitura como uma das capacidades mais importantes do ser humano, e como uma das condições de autonomia e sucesso na vida, o Departamento de Professores do 1º Ciclo e a Biblioteca Escolar, de acordo com as orientações do Plano Nacional de Leitura, levaram a efeito sessões de formação para pais/encarregados de educação relacionadas com este tema.

Para tal, foi convidada a Dr.ª Maria da Conceição Vicente, professora/escritora atenta à problemática que envolve toda a dinâmica da leitura.

Ao longo das sessões, marcadas pelo empenho de todos os participantes, a Dr.ª Maria da Conceição Vicente consciencializou os pais e encarregados de educação para a importância da leitura no que toca, quer ao desenvolvimento quer ao sucesso escolar das crianças e jovens. No final, indicou fontes de informação sobre a qualidade dos títulos de literatura infanto-juvenil disponíveis no mercado e, também, meios de acesso ao livro de forma gratuita, ou a baixo custo.

Feita a avaliação das diferentes sessões, os encarregados de educação consideraram esta iniciativa pertinente e produtiva, referindo a importância que a leitura tem na formação dos seus filhos. A Dr.ª Maria da Conceição Vicente deixa a sua reflexão no seu blog: http://www.entrepagina.blogspot.com/